O que eu tenho a dizer sobre: Extraordinário R.J. Palacio

Terminei de ler Extraordinário de R.J. Palacio já tem um tempo, mas só agora consegui fazer essa resenha.
Li o livro em cerca de um dia e meio.
Palacio escreve de uma maneira simples e intercala sentimentos de uma maneira magnífica.

 

O livro conta a história de August (auggie) Pullman, uma criança de 10 anos que, por causa de uma anormalidade genética, nasceu com uma rara deformidade facial. Apesar de passar por inúmeras e complicadas cirurgias seu rosto continua bastante incomum então Auggie sempre estudou em casa com sua mãe. Até agora. Matriculado no 5º ano em uma escola particular de Nova York, August terá que enfrentar diversos desafios. Começar em uma nova escola, se acostumar à rotina de estar em um colégio de verdade, ignorar os olhares que sempre são lançados a ele e o mais importante: provar a todos que por trás daquele rosto incomum, existe um menino normal e simplesmente extraordinário!

August é uma criança normal. Doce, meigo, gentil, amigo, meio nerd haha e fissurado em Star Wars (*—*). O livro em geral trata sobre bullying, sobre enxergarmos apenas o exterior das pessoas e esquecermos tanto de prestar atenção em como a pessoa é de verdade por dentro e em como as julgamos por isso.
A história é contada de diferentes visões. Do próprio Auggie, de alguns familiares e de alguns amigos, então o leitor tem a perspectiva das varias pessoas que convivem com o August e entende como é a relação deles de verdade e o impacto que essa relação provoca em cada um.

Título Original: Wonder ISBN.: 9788580573015 Editora: Intrínseca Paginas: 320

Extraordinário é um manifesto à gentileza e compaixão.
E vale super a pena ser lido.

Maria Simone

24 anos, leonina, carioca, futura design gráfica e leitora assídua até de rótulo de shampoo. Apaixonada por fotografia e pela natureza.

fevereiro 5, 2014
fevereiro 14, 2014

RELATED POSTS

2 Comments

  1. Responder

    Ruhh Belle

    maio 2, 2016

    Ooi! Eu de novo ^-^
    Outra resenha maravilhosa e com fotografias incríveis, já vi que sempre vou amar suas fotos <3 Então, esse livro também é um dos que eu quero ter a oportunidade de ler um dia, porque toda resenha que leio são só elogios e bom, só o tema já me chama a atenção: o bullying.
    Isso é algo tão sério, tão frequente que muitas pessoas estão achando normal xingar as outras e julgá-las pela aparência ou pela personalidade, até por suas escolhas. Não sei se posso dizer que o que sofri no colégio fora bullying mesmo, mas por conta da minha fé, dos meus conhecimentos e minhas escolhas, já fui xingada de ser algo que não sou, e isso me marcou, sabe? Ser chamada de lésbica, porque não se quer ser usada foi um motivo para me atacarem, e olha que essas pessoas diziam ser minhas "amigas". Ser chamada de "a certinha" com deboche e outras coisas me marcaram no meu tempo de colegial… Mas cara, é a minha fé, eu respeito todo mundo, por que não posso ser respeitada da mesma forma? Por que me atacarem por causa da minha fé?! Pois é…
    Ótima resenha!
    Beeijos.

    • Responder

      Maria Simone

      maio 3, 2016

      Muito obrigada, gata ^^
      E é um fato! Hoje em dia é difícil encontrar alguém que nos respeite do jeito que somos. Estamos num mundo onde o bullying e o preconceito é mascarado pela frase “mas eu estava só brincando” ou “essa é a minha opinião”. Mas Deus é com a gente e acabamos encontrando pessoas que nos respeitam de verdade e que gostam da gente por quem somos.
      Obrigada pela visita 😉

DEIXE SEU COMENTÁRIO