InLifestyle

4 jogos online que você precisa conhecer.

Já contei pra vocês que eu adoro jogos online? Quem me acompanha em outras redes sociais já deve ter me visto comentando vez ou outra sobre algum jogo. E é sobre isso que vim falar com vocês aqui hoje. Eu jogo World of Warcraft desde 2011/2012 e pra quem não sabe ele é um jogo pago mensalmente. Nos últimos períodos da faculdade eu estava numa correria só e acabei parando de jogar, já que havia meses em que eu pagava e acabava não tendo tempo de jogar, ou seja, estava jogando dinheiro fora. Nesse meio tempo, conforme as coisas foram melhorando, fui testando diversos jogos gratuitos para encontrar um legal e ao mesmo tempo não ficar presa a mensalidade. De todos os jogos que já testei, separei os cinco melhores para indicar pra vocês. Vamos lá 😉

 

World of Warcraft

warlords-of-draenor-1680x1050

“Mas Siih, você não acabou de falar que parou de jogar WoW?” Sim, eu parei há um ano. E voltei a jogar nas últimas semanas =X Aproveitei uma promoção que está tendo com as expansões e resolvi comprar hahaha

Mas porque esse vício todo em WoW? Na minha opinião, World of Warcraft é um dos jogos mais completos de MMORPG. Produzido pela Blizzard, o jogo é em 3º pessoa e possui um mundo aberto onde você é capaz de ser e fazer o que quiser. Pra começar, você escolha uma raça e uma “facção”: Aliança ou Horda. Entre as raças da Aliança estão: Humanos, Anões, Elfos Noturnos, Gnomo, Draenei e Worgen. Já no lado da Horda as possíveis escolhas são: Orcs, Morto-vivo, Tauren, Troll, Elfo Sangrento e Globin. Ainda há a raça dos Pandaren, nela você começa sem facção e, ao longo do jogo, você vai escolher pra qual lado deseja ir.

part3-ss1-large

Escolhida a raça é hora de escolher uma classe. Para cada raça você tem algumas opções de classe como caçador, paladino, monge, bruxo e etc. E aí é hora de começar a jogar. No World of Warcraft você vai fazer sequencias de quests que contam a história do lugar ou de uma guerra específica. Fazer masmorras e raids com os mais diversos vilões. Derrotar tiranos, usar montarias voadoras incríveis, fazer PvP (Player vs Player) em cenários maravilhosos e mais um milhão de coisas.

Por mais que eu encontrasse alguns jogos de MMORPG que diziam ser “mundo aberto” eu sentia falta de realmente poder fazer tudo o que eu quisesse. No WoW, por exemplo, eu sou capaz de pular do precipício mais alto que eu conseguir encontrar se eu quiser. E na maior parte dos outros jogos, existe uma barreira que te impede de fazer esse tipo de coisa.

Como já mencionei, o jogo é pago. Além da mensalidade, pra jogar você tem que comprar as expansões. No momento as expansão não estão caras. Se não me engano as 4 primeiras estão R$29,90 e a última que foi lançada (Warlord of Draenor) está custando R$49,90. Em setembro vai sair mais uma expansão, que já está em pré-venda e essa sim, está bem mais cara. A mensalidade custa R$18,00 e você pode escolher pagar por boleto, assim você só paga o mês que quiser jogar. Vale lembrar que WoW já tem um servidor brasileiro e é possível jogá-lo completamente em português.

Pra conferir mais sobre o jogo é só dar play no vídeo abaixo:


 

Star Wars – The Old Republic

star-wars-the-old-republic-bannerDe todos os jogos de MMORPG que eu testei nesse ano, Star Wars – The Old Republic foi, sem dúvidas o mais legal de todos. Com jogabilidade também em terceira pessoa, o jogador tem a possibilidade de desbravar planetas, conhecer outras raças e decidir o seu destino. Assim que você abre o jogo e faz o seu login pela primeira vez, a sua primeira escolha é: De qual lado você pretende estar? The Galactic Republic ou The Sith Empire? Para cada lado que você escolher existem opções de raças e opções de classes. As classes da Galactic Republic são: Jedi Knight, Jedi Consular, Smuggler e Trooper. Já do lado sombrio já força, o Sith Empire, as opções são: Sith Warrior, Sith inquisitor, Bounty Hunter e Imperial Agent.

Depois de fazer suas escolhas, é hora de caracterizar o seu char. Essa parte tem muito mais opções do que até mesmo o World of Warcraft. Nele você pode escolher o tamanho o seu char, se ele vai ser magro ou gordinho, tamanho do nariz, cicatrizes e etc.

O jogo é basicamente como todo MMORPG. Você vai realizando uma sequencia de quests, que tem toda uma história por trás, e ajudando a quem precisa. Algumas quests possuem diálogos com os NPC’s e você vai escolhendo as frases que você achar melhor ao longo da conversa. O que achei mais legal nesse jogo é que, ao logo dessas quests, o jogador pode ir mudando de lado e se encaminhando para o lado sombrio da força ou vice-versa. Ou seja, a escolha que você fez no início não precisa ser fixa se você não quiser. Tudo depende das suas ações durante o jogo.star-wars-the-old-republic-overview

Vamos para os defeitos? Então, para usufruir de todas as funcionalidades do jogo, você deverá pagar uma mensalidade também. Pois é, isso me desanimou um pouco e eu acabei deixando ele um pouco de lado. Mas é possível sim jogá-lo sem essa mensalidade, caso você não se importe de deixar alguns aspectos como sobrenome e profissões de lado.

Star Wars – The Old Republic não possui servidor brasileiro, então o jogo é todo em inglês. Pra quem já tem uma noção da língua, o jogo não tem nenhuma dificuldade além de ser ótimo pra ajudar a aumentar ainda mais o vocabulário.

Pra conferir mais sobre o jogo é só dar play no vídeo abaixo:

 

Guild Wars 2

Guild-Wars2-Logo-Desktop-Wallpaper (1)Depois de assistir à vários vídeos sobre os melhores games de MMORPG de 2014 e 2015 eu conheci o Guild Wars. Logo de cara eu já gostei dos gráficos e do que os vídeos mostravam sobre a jogabilidade. Pra minha decepção, o jogo era pago. Não mensalidade, mas daquele tipo que você compra o CD/Chave de acesso e pode jogar ilimitadamente. Na época, lembro que o valor estava um pouco acima do que eu podia pagar e acabei não comprando. Algum tempo depois, um amigo meu me contou que a segunda versão do jogo estava totalmente de graça! Claro que eu não pensei duas vezes e já corri pra baixar e começar a jogar.GW2Classes

Como já falei, Guild Wars 2 é um MMORPG em terceira pessoa produzido pela ArenaNet. Como todos os outros jogos, as primeiras coisas a fazer são escolher sua raça (dentre elas estão Asura-pequenas criaturas mágicas, Sylvari-valentes humanoides formados por vegetais, Human-Humanos, Norn-bárbaros que recorrem ao poder de animais e Charr-felinos fanáticos por guerra) e sua classe. As escolhas das caracteristicas do Char são mais parecidas com as do Star Wars, ou seja, é possível escolhe estatura, gordura, tamanho do nariz, da testa, da boca e etc.

Além disso, nessa primeira parte você também vai escolher uma história. Você será apresentado à uma série de perguntas com algumas possibilidades de respostas e estas vão definir o seu destino e a maior parte das suas quests ao longo do jogo. No Guild Wars você ganha magias de acordo com o tipo de arma que você usa. Se você utiliza cajado poderá ter 3/4 magias diferentes do que você teria caso usasse uma adaga. No seu perfil do char (onde ficam as roupas que você usa, as armas e etc), tem a opção de colocar dois tipos de arma, assim na hora da batalha, você pode trocar as armas rapidamente e, consequentemente, também mudar as magias de ataque.

Pra conferir mais sobre o jogo é só dar play no vídeo abaixo:

 

Smite

Smite é um MOBA, com visão em 3º pessoa, super, hiper, mega dinâmico. Ele é bem diferente dos MOBAS tradicionais. A jogabilidade é semelhante à jogos de tiro e MMOs, ou seja, você se move Smite_Pics13usando as teclas WASD no teclado e mira e atira com o mouse. Nesse tipo de jogo você não cria um char como nos jogos citados anteriormente, você escolhe um “personagem” pré-definido do jogo. No caso do Smite esses “personagens” são deuses! Deuses gregos, romanos, indianos, egípcios, nórdicos e quantos mais você conseguir pensar estão lá a sua disposição.

No Smite seu objetivo na maior parte dos modos de jogo é destruir o Titã inimigo na base dele evitando ao máximo os danos no seu próprio grupo e base. Além do Titã, você precisa derrotar lacaios, torres, fênix e, é claro, os jogadores inimigos. Entre os modos de jogo disponíveis então: Conquista (modo clássico do jogo), Arena (que é voltado para PvP); Cerco (onde você pode construir “máquinas de cerco”, ou seja, você utiliza monstros extremamente fortes que vão te ajudar a derrotar e destruir as torres, fênix e o titã); e a Justa (modo semelhante a conquista, porém nesse modo você deve formar um time com 5 pessoas antes de iniciar a partida). Além desses o jogo conta também com a Partida do Dia. Nela, a modalidade e as regras são diferentes do normal e mudam todos os dias.

SMITE_XBox_featEu nunca fui muito chegada a MOBA, mas testei Smite por um bom tempo. O jogo é realmente muito bom, mas não sou a pessoa mais aconselhada para esse tipo de jogo hahaha. Acreditem, eu não sou o tipo de jogadora que vocês vão querer ter no grupo hahaha.

Pra conferir mais sobre o jogo é só dar play no vídeo abaixo:

 

 

 

De vez em quando eu mostro um pouco dos jogos que estou jogando lá no Snapchat, então se quiser ver mais um pouco dos meus chars e no que estou viciada no momento é só me adicionar por lá: mariasiimone 😉

2

Você também pode gostar

2 Comentários

  • Clayci

    SAUDADES de “World of Warcraft” hahahahahaha
    Recomendo SILKROAD tbm ^^

    fevereiro 19, 2016 at 2:57 PM Reply
    • Maria Simone

      Oi flor. Obrigada pela dica, irei procurar sobre o jogo.
      Beijos! :*

      fevereiro 19, 2016 at 9:17 PM Reply

    Deixe uma resposta