O que eu tenho a dizer sobre: Caixa de Pássaros – Não Abra os Olhos, de Josh Malerman

Imagine um apocalipse zumbi, daqueles que todo bom nerd já imaginou enfrentar. Agora imagine que ao invés de zumbis, tenhamos criaturas que só de olhá-las, fazem você enlouquecer e cometer atos extremamente violentos matando quem você ama e cometendo suicídio. Agora imagine, no meio de toda essa catástrofe, você ser obrigado a andar vendado por onde quer que vá sentindo a presença dessas criaturas por perto e ouvindo o que elas podem fazer com os outros. Imagine se manter dentro de uma casa com todas as portas e janelas tampadas, sem visão alguma do mundo exterior por anos. É assim que Malorie e seus dois filhos vivem.

 

CAIXA_DE_PASSAROS_NAO_ABRA_OS_1419970578428836SK1419970578BTítulo original: Bird Box
Autor (a): Josh Malerman
Editora: Intrínseca
ISBN.: 9788580576528
Ano 2015
Número de páginas: 272

 Sinopse:

Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão..

Amazon ♥ Submarino ♥ Saraiva ♥ AmericanasLivraria Cultura ♥

Caixa de Pássaros conta a história de Malorie, uma sobrevivente de 24 anos que junto com seus dois filhos pequenos saem em uma jornada às cegas por um rio a fim de encontrar um refúgio seguro e poder dar às suas crianças um lugar melhor no mundo devastado em que vive.
Tudo começou quatro antes de onde nossa narrativa começa, quando suicídios e assassinatos mal explicados começaram a acontecer ao redor do mundo. Nenhuma das vítimas possuía qualquer problema psicológico, apenas um fato ligavam todos eles: As vítimas haviam visto alguma coisa antes de se tornarem violentas e cometerem as barbaridades.
Com as notícias se espalhando e a falta de uma explicação, até mesmo os mais céticos começaram a se proteger. Portas e janelas foram cobertas. Nenhuma vista do mundo exterior. Todos buscando sobreviver da melhor forma possível. Sem abrir os olhos.

IMG_7272 copy
Contado em terceira pessoa, Caixa de Pássaros alterna cada capítulo entre o presente e o passado. Somos capazes de conhecer a história de Malorie, ver como tudo começou e como ela chegou até ali. Diferente de outros livros que já li em terceira pessoa, o foco da narrativa se prende a quem for preciso para que o leitor tenha uma noção maior dos acontecimentos.
Mas esse fato não te deixa saber tudo sobre a história. Como diz na capa – Não Abra os Olhos! e isso é uma coisa pouco usada nesse livro: a visão. Lá fora, Malorie esta sempre vendada, você sabe dos fatos tanto quanto ela. Só pelo o que ela ouve. Você não sabe de onde veio o barulho. Ou o que provocou. E isso é incrivelmente perturbador. Você sente o mesmo que Malorie sente durante todo o livro. O desespero, a tensão, o suspense. Você nunca sabe o que a espreita. Quando a leitura foca em Malorie no rio com seus dois filhos, você se sente tão cego quanto à personagem principal.

 

IMG_7280 copy
Arrebatador e eletrizante, Caixa de Pássaros te puxa para dentro da história. Cada final de capitulo só te deixa ainda mais desesperado para ler o próximo e, por mais que você sinta medo, é impossível largar o livro. Ele possui uma carga emocional que te engloba e te tira do mundo real mesmo depois que você já parou de ler. Caixa de Pássaros é um daquelas histórias que é preciso ler de uma “tacada só”.
Já comentei outras vezes por aqui que eu sou uma pessoa bem medrosa. Mas Caixa de Pássaros me assustou menos do que eu imaginava. No fim, ele não é o tipo de livro que vai te dar vários sustos e fazer você ir dormir com as luzes ligadas. Não. Ele é um livro que trata sobre os medos do ser humano. Do quanto nossa imaginação é capaz de ir longe e nos deixar aterrorizados. É o medo do desconhecido.

IMG_7305 copy

E essa é uma coisa que você vai usar bastante durante a leitura. Uma das partes mais importantes de uma narrativa é a questão visual. É o reconhecimento do que está acontecendo ao seu redor. E, como já falei, isso é completamente tirado dos nossos personagens principais e sobreviventes e de nós leitores. Esse é um livro onde você vai precisar usar a sua imaginação e, acima de tudo, o que você está sentindo enquanto lê. Então se você espera uma história que te dê todos os fatos de bandeja, esqueça esse livro. Porque essa é a ultima coisa que irá acontecer.

Por fim quero dizer que esse é um dos melhores livros que já li e ele alcançou o topo na minha lista de favoritos (até o momento).

Maria Simone

24 anos, leonina, carioca, futura design gráfica e leitora assídua até de rótulo de shampoo. Apaixonada por fotografia e pela natureza.

RELATED POSTS

5 Comments

  1. Responder

    Grazielle Monteiro

    março 25, 2016

    Eu amo esse livro!
    Até cheguei sonhar quando estava lendo. Parabéns pela resenha e pelas fotos! 😉

    Beijos!

    http://adoroumlivro.blogspot.com.br/

    • Responder

      Maria Simone

      março 25, 2016

      Obrigada flor ♥
      Essa coisa de sonhar com livros me acontece com frequência. Mas ainda bem que não me aconteceu com esse hahahahaha

      Obrigada pela visita!

  2. Responder

    Davidson

    março 25, 2016

    Esse livro é incrível, amei a leitura dela mas só após um tempo que passei a gostar dele, porque quando terminei eu queria algumas respostas mas depois me acostumei e vi que era isso e ponto ahuahaha. Mas no geral é um bom livro. Amei sua resenha e as fotos também.

    Até mais,
    http://www.meninoliterario.com.br

    • Responder

      Maria Simone

      março 25, 2016

      Que bom que gostou Davidson ^^
      Ele é um livro maravilhoso, mas realmente deixa algumas coisas sem respostas. Acho que me apaixonei tanto por ele por isso, por deixar aberto à nossa imaginação.

      Obrigada pela visita.
      Beijos! =*

DEIXE SEU COMENTÁRIO