O que eu tenho a dizer sobre: Coraline, de Neil Gaiman

Assisti Coraline pela primeira vez há muitos anos atrás. Um filme super fofinho e que mesmo assim, pode te assustar. Com uma trama obscura o filme acabou se tornando um dos meus favoritos. Apenas alguns anos depois eu fui relacionar Neil Gaiman à Coraline. E foi no mês passado que eu decidi que já estava na hora de ler o livro ♥

Aproveitei uma promoção e comprei a versão em inglês que leva a capa do filme. Eu me apaixonei por esse capa e ela foi um fator decisor na hora de escolher a edição que eu iria comprar.

img_6685-copy

Coraline é uma menina que se muda para uma grande e velha casa e que foi dividida em vários flats. Os pais de Coraline vivem trabalhando (eles trabalham em casa) e quase não dão atenção para a pobre menina que, na nova casa, ainda não tem amigos e quase nada pra fazer. É em um desses dias de tédio em que os pais estão trabalhando e está caindo um temporal do lado de fora, que Coraline começa a explorar a nova casa. Com alguns quartos ainda vazios a menina sai percorrendo a casa anotando o número de janelas, de portas, de cadeiras…

É dentro de um dos cômodos da casa que Coraline encontra uma outra porta que está trancada. Curiosa para saber onde a porta iria parar, Coraline faz com que a mãe a destranque apenas para descobrir que, do outro lado, há apenas uma parede de tijolos.

Em uma noite, Coraline acaba indo parar no cômodo com a porta e ao invés da parede de tijolos, há uma casa exatamente igual a dela. Tudo lá é igual ao do mundo real. Seu pai, sua mãe, os vizinhos, o gato. Com uma única diferença: eles tem botões no lugar dos olhos.

Cheios de amor para dar e realizando todas as vontades de Coraline, o lugar por trás da porta esconde muitos mistérios e coisas tenebrosas.

img_6678-copy

O livro foi publicado em 2002 e é bem curtinho, tem cerca de 150 páginas. O inglês é bem simples, então se você está começando agora a se aventurar por outro idioma, ele é uma ótima opção de leitura. Essa minha edição é em paperback, então ela é feita de papel reciclado e com capa mole. Além da  estória o livo também conta com várias ilustrações maravilhosas feita pelo Dave McKean.

Com um clima misterioso e obscuro, Gaiman nos dá um livro ao mesmo tempo com uma história super fofa e assustadora. E pela primeira vez eu digo: prefiro o filme em comparação ao livro.

Calma, calma. Eu explico. No livro, Gaiman nos dá a estória de uma vez. Sem muitos detalhes de cenários, sem muita “enrolação”. É uma estória rápida que acontece em cerca de dois dias. Já no filme, o enredo é mais bem elaborado. Mais detalhado. Em essência a adaptação não teve muitas mudanças. A história é basicamente a mesma. A diferença mais substancial é que no filme temos um personagem a mais: o Wallenby. Ele é um garotinho da idade de Coraline e no geral a adição desse personagem foi bem positiva.

img_6672-copy

Pra quem não sabe o roteiro do filme foi produzido pelo próprio Neil Gaiman em parceria com o diretor Henry Selick. Entre o lançamento do livro e do filme tem cerca de 7 anos. Esse tempo pode ter ajudado Gaiman a aprimorar ainda mais sua obra que já era maravilhosa, deixando-a perfeita.

Aqui no Brasil, Coraline, foi publicado pela Editora Rocco. E além do livro e do filme, Coraline também tem uma versão em quadrinhos! Vale super a pena a leitura desse livro maravilindo do Gaiman ♥

Maria Simone

24 anos, leonina, carioca, futura design gráfica e leitora assídua até de rótulo de shampoo. Apaixonada por fotografia e pela natureza.

RELATED POSTS

DEIXE SEU COMENTÁRIO