Conto O Caçador de fadas, por Igor Marins Eugenio

O caçador de fadas é um dos contos que compõe a antologia “Fogo de prometeu – Contos fantásticos” publicado pela Editora Andross.

O caçador de fadas conta a história de um rapazinho inominado de 10 anos que cresceu ouvindo as histórias de sua avó sobre as fadas que viviam na grande floresta, parte da mata Atlântica, atrás da casa da velha senhora. Sempre que podia, o menino seguia em direção a floresta a fim de procurar pelas fadas e poder conhece-las pessoalmente. O problema é que as fadas só apareciam a noite e por ele ser apenas uma criança, ele não podia ir até lá depois de certo horário.

Título original: Fogo de Prometeu – Contos Fantásticos
Autor(a): Vários
Editora: Andross
ISBN.: 9788599267004
Ano: 2016
Número de páginas: 233

 Sinopse:

Criar mundos e seres de todos os tipos era privilégio das mais poderosas divindades da antiguidade. Até que Prometeu roubou o fogo dos deuses e o entregou aos homens, tornando-os, assim, senhores de seus destinos. Eles passaram a contar suas próprias histórias fantásticas a seus pares. Primeiro oralmente, depois, em pergaminhos, e, mais tarde, em livros, como este que você tem em mãos.

234 estrelinhas

Por meses o pequeno caçador passou sem procurar as fadas na floresta. Mas é em uma das suas andanças que ele encontra um serzinho bem diferente dos insetos que ele costuma encontrar pela floresta. Ao pega-la ele acaba fazendo algo que deixam as fadas extremamente enfurecidas e é a partir daí que sua vida irá mudar drasticamente.

O conto é bem pequeno, com apenas 4 ou 5 páginas, mas já é o bastante pra deixar-nos completamento imersos na leitura. Eu adorei a escrita do autor. Ela te impulsiona a continuar lendo a história cada vez mais e achei que o conto foi muito bem construído. O que acontece muito em pequenos contos é o fato de parecer que a história não tem inicio, meio e fim. Sempre parece que está faltando alguma coisa, mas isso não acontece aqui.

Em O Caçador de Fadas, o conto é apresentado de forma coesa e sem falhas. Eu adorei a premissa e adorei o fato do conto ser contado por uma criança. Ele também nos remete àqueles velhos contos de fadas. Não aqueles com finais felizes que a Disney disseminou através dos anos. Mas os velhos contos dos Irmãos Green. Onde nem tudo sempre acaba bem.

Quem aí conhece o livro e o conto? O que vocês acharam? Me contem ali nos comentários 😉

Maria Simone

24 anos, leonina, carioca, formada em Administração de empresas e leitora assídua até de rótulo de shampoo.

RELATED POSTS

4 Comments

  1. Responder

    Nina Novaes

    Abril 25, 2017

    Que bacana esse conto, Maria <3
    O que achei mais legal foi o autor ter trabalhando coma ideia de fadas no Brasil parece que ficou bem legal 🙂

    beijos

    • Responder

      Maria Simone

      Maio 10, 2017

      Ficou muito amor, Nina!!
      Adorei a forma como ele trabalhou a fantasia aqui no Brasil. Recomendo demais! ^^

  2. Responder

    Dai Castro

    Maio 4, 2017

    Eu gosto bastante de contos fantásticos e esse simplesmente, despertou a minha atenção!
    Essa atmosfera de conto de fadas me encanta!
    Já quero conferir!
    Beijos!
    Colorindo Nuvens

    • Responder

      Maria Simone

      Maio 10, 2017

      Dá uma olhada sim, Dai! O conto é maravilhoso *-*

LEAVE A COMMENT