Recentemente a Editora Intrínseca me enviou o livro Tartarugas até lá embaixo, escrito pelo John Green. Eu não tinha uma experiencia lá muito boa com as obras do autor, mas depois de todos os comentários positivos que li a respeito desse, resolvi dar uma chance. E me apaixonei! Liberei lá no canal na semana passada um vídeo resenha falando um pouco mais sobre a trama, os personagens e o assunto central do livro. Se você ainda não assistiu é só clicar aqui.

E como essa foi uma das minhas últimas leituras que mais teve marcações, resolvi mostrar pra vocês os trechos que mais amei no livro. Vamos lá?

 

“Mas eu estava começando a entender que a vida é uma história que contam sobre nós, não uma história que escolhemos contar.”

“Qualquer um pode olhar pra você, mas é muito raro encontrar quem veja o meus mundo que o seu”

“- Saba, Sekou Sundiata diz em um poema que a parte mais importante do corpo “não é o coração, ou os pulmões, nem o cérebro. A maior e mais importante parte do corpo é a parte que dói”.”

“Você está deitada ali, nem sequer está pensando, só está tentando descobrir um modo de descrever sua agonia, como se, ao expressá-la, fosse conseguir arrancá-la de si. Se você pode tornar algo real, se poder vê-lo e cheirá-lo e tocá-lo, então pode matá-lo.
Você pensa: é como um incêndio no cérebro. Como um rato te roendo por dentro. Uma faca em suas entranhas. Uma espiral. Redemoinho. Buraco negro.”

“Mas com o tempo foi ficando cada vez mais difícil evocá-lo, sentir seu cheiro, imaginá-lo me pegando no colo. Meu pai morreu de repente, mas também morreu ao longo dos anos. E, anos depois, ainda estava morrendo – o que significa, acho, que ele também ainda estava vivendo.”

“- Não, não é, Holmes. A gente escolhe os nossos finais e nossos começos. Podermos escolher a moldura, sabe? A gente pode até não decidir o que aparece na foto, mas a moldura a gente que decide.”

Tartarugas até lá embaixo me ensinou muitas coisas. E me lembrou, mais uma vez, aquela velha história de que: a gente deve ser gentil com todo mundo. Nós nunca saberemos por quais provações a outra pessoa está passando.

E mais uma vez deixo aqui registrado o quanto indico o livro! Se tiver oportunidade, leia! Vale muito, muito a pena.

Lembrando que o livro está em promoção lá na Editora Saraiva. De R$34,90 ele está apenas por R$24,40! Aproveite a promoção e garanta seu exemplar. Confira o desconto clicando aqui.

Maria Simone

24 anos, leonina, carioca, formada em Administração de empresas e leitora assídua até de rótulo de shampoo.

novembro 17, 2017

RELATED POSTS

2 Comments

  1. Responder

    Clayci

    novembro 24, 2017

    Eu fiquei apaixonada por esse livro <3
    O autor não decepcionou e o meu amor por ele só aumentou.
    Adorei os quotes que escolheu

    • Responder

      Maria Simone

      novembro 24, 2017

      Menina, ele conseguiu tirar todo o “ranço” que eu sentia pelos livros dele hahahaha
      E olha que nem coloquei todos os quotes que marquei, só os favoritos dos favoritos hihi’

LEAVE A COMMENT